Entenda por que os utensílios feitos desse material podem beneficiar sua vida

O vidro está presente na humanidade há mais de 7 mil anos. Encontramos o vidro nos mais diversos tipos de indústrias, e chega a ser difícil imaginar como seria a vida sem ele.

Como seriam os carros, janelas ou onde guardaríamos os medicamentos, mantendo-os frescos? Isso sem contar com o fato de que é bem mais viável reciclar vidro do que plástico, por exemplo.

Ele está no cotidiano de todos, seja na lente dos óculos ou até no momento em que se vai lavar louça, e, apesar de muitas vezes ser associado à fragilidade, pode ser muito mais seguro para nós, inclusive nos afazeres domésticos.

Selecionamos os 4 porquês que te farão pensar duas vezes antes de adquirir seus próximos utensílios de cozinha, investindo naqueles que tenham o vidro como matéria-prima. 

1. Segurança

Antes de realizar a compra, é necessário verificar se o recipiente em vidro é aceito tanto em baixas temperaturas como em altas.

Isso permitirá que você possa aquecê-lo em um forno micro-ondas e em banho-maria ou então utilizá-lo no refrigerador e no congelador. 

Nunca coloque um recipiente muito quente direto na geladeira ou exponha um recipiente que esteja muito frio a uma temperatura muito quente, pois o choque térmico pode fazer com que o material fique trincado ou se quebre.

Busque recipientes que sejam feitos com vidro temperado, pois as chances desse tipo de choque acontecer é bem menor, já que ele é mais resistente.

Em relação ao plástico, os recipientes de vidro acabam por evitar que o usuário tenha contato com toxinas liberadas por alguns tipos de plástico quando aquecidos, haja vista que o petróleo é sua matéria-prima.

Há também uma vantagem em relação a panelas de alumínio, pois, conforme são lavadas, partículas do metal se desprendem e podem entrar em contato com os alimentos. As panelas de vidro não apresentam esse risco.

2. Higienização

Por não ser poroso como o plástico, o contato do vidro com os alimentos não faz com que o recipiente absorva sabores ou cheiros que com o tempo se tornam desagradáveis.

Além disso, o vidro pode ser facilmente lavado em máquinas lava-louças, não necessitando de tantos produtos de limpeza além do detergente para retirar os resíduos.

3. Versatilidade e elegância

Há diferentes tipos de produtos em vidro para casa, em diferentes formas, cores e designs.

Potes para alimentos perecíveis e não perecíveis, que podem ser kits ou não, aquecidos ou congelados, travessas, assadeiras, jarras, taças, copos, fruteiras, suqueiras e muito mais, deixam sua casa mais elegante.

Afinal, não é preciso muito para saber diferenciar a qualidade em se tomar uma água geladinha em um copo de vidro e em um copo de plástico, né?

4. Economia e ecologia

Por acabar se deteriorando conforme congelado e aquecido ou em contato com os alimentos, o plástico acaba durando menos em relação ao vidro, desde que os cuidados de preservação do vidro também sejam tomados.

Com isso, o valor inferior mais baixo que se paga no plástico em relação ao vidro acaba não compensando, já que será preciso fazer uma reposição mais recorrente dos utensílios.

Isso sem contar que o plástico demora muitos anos mais para se decompor e, dependendo das condições em que se encontra, sequer pode ser reciclado.

Há pesquisas recentes que apontam que foram encontradas micropartículas de plástico em sangue humano, ou seja, quanto antes o uso de plástico for reduzido, melhor será para a saúde de todos.

O vidro reciclado, por exemplo, dá vida a novos potes, garrafas e embalagens, em um processo menos agressivo em relação ao plástico.

É evidente que mudar a postura em relação a determinados usos no cotidiano doméstico pode interferir não só positivamente na economia do usuário, mas, em larga escala, no meio ambiente e na saúde.

Então, lembre-se dessas dicas ao fazer a próxima compra de utensílios para o seu lar.